Por que criar e manter um blog corporativo

Não importa o tamanho e o mercado de sua empresa. Ter um blog não é uma obrigatoriedade, mas te coloca em pé de igualdade com seu concorrente – no mínimo!

Por que?  Além das razões abaixo enumeradas em lista – cacoete da web 2.0 – existe uma que poucos admitem, mas prima por ser a mais convincente de todas: os veículos de comunicação tradicionais não têm espaço para o seu artigo.

Cada vez mais enxutos em número de páginas editoriais, por causa da crescente fuga de verbas publicitárias para outras áreas – notadamente as de marketing promocional e mídias sociais (sim, com índices cada vez mais crescentes), sofrem de falta de assinantes também.

Eis a lista

  1. Multiplicação de resultados – Especialmente ao desenvolver as atividades de divulgação concernentes às de sua assessoria de imprensa – a não ser que você esteja focando a inserção de seu artigo num portal de relevância de seu mercado ou num… blog – crie artigos permanentemente e use seu próprio canal para divulgá-lo. Como? Enviando links por outras mídias, como Facebook, Twitter, Linked In e tantas quantas mídias sociais permitirem você oferecê-lo com link. Isso vai depender do assunto e tipo de comunidade.
  2. A internet é para sempre – Lembre-se que, na melhor das hipóteses, um blog constitui um banco de dados vivo de fontes de informação oficial de sua empresa para a imprensa, clientes, empregados e pode ser acessado por qualquer tipo de interessado no conteúdo que, um dia, foi relevante para você a ponto de se tornar um texto. Se não chamar a atenção hoje, pode daqui a dois anos e isso pode gerar um contrato – não importa o tamanho de sua empresa.
  3. Abertura sem bullying – Na web 1.0 você gastou um mundo de dinheiro para fazer self-marketing. Agora é a vez de você ouvir o mercado e trocar informações com ele – isso não é novo, mas o que pode ser novo para sua empresa é a experiência da abertura – total, ampla e irrestrita, ao seu interlocutor, seja ele quem for. Claro que sendo corporativo, sua empresa deverá abrir o canal de forma a que quem vier a se comunicar tenha que, necessariamente se identificar – evitando erros cometidos até pela imprensa, permitindo um tipo de bullying sem precedentes.
  4. Parcerias de negócios – dependendo do tipo de produto ou serviço que você vende, seu próprio blog pode ser uma excelente oportunidade – ele mesmo – de fazer negócios. Seja via banners, uma divulgando via post patrocinado ou parcerias de qualquer tipo, seu blog pode ser uma fonte de renda.
  5. Evite a armadilha de contratar estagiários – nada na vida é de graça. Se antes você precisava juntar para fazer pagamentos de propaganda em pacotes para as revistas, agora precisará contratar as pessoas certas para cuidar do seu blog, seja para mantê-lo com informações e mesmo para atualizá-lo do ponto de vista tecnológico – já que, volta e meia, novidades visuais são incorporadas para torná-lo cada dia mais atraente.  Para que seu blog corporativo esteja “up-to-date” evite cair em armadilhas – não entregue esta responsabilidade para um estagiário.  Um pequeno deslize e parte de sua imagem corporativa necessitará do dobro do trabalho da sua assessoria de imprensa para “apagar incêndio”.
  6. Esteja em evidência – Nas mãos certas, sua empresa, ao manter o blog e entregando diferenciais, é facilmente encontrada e gera mais negócios que seu vizinho. Isso se deve às ferramentas de SEO = Search Engine Optimization, que tornarão sua empresa uma referência no Google.
  7. Comunicação interna=> motivação na certa: sua empresa é pequena ou média, mas a rádio peão funciona que é uma beleza? Acabe com ela, via blog. Há ferramentas gratuitas que permitem – novamente com profissionais de comunicação gabaritados – gerar diálogo, envolvimento, motivação, trocas e descobrimento de talentos para que você possa usufruir o melhor de cada um em sua competitividade, agregando valor ao produto final, tendo todos lutando pelo bem comum da empresa. Como diz e pratica o CEO – Tony Hsieh, não importa qual seja seu ramo, com funcionários felizes, o sucesso é garantia de seu negócio.
  8. Valorizando o investimento feito no site empresarial: o blog é a melhor forma de você não jogar fora investimentos feitos no site institucional da empresa. Basta  adicionar um script para exibir  títulos , mesmo um único posts recentes do blog através do seu feed RSS na página inicial do site da empresa. Ainda que para quem seja “do ramo”, possa parecer meio óbvio, quando uma nova manifestação é publicada, este simples ato se torna mágico para um cliente não muito ciente dessa possibilidade.
  9. Cada post, uma descoberta: Um site apenas indica os serviços que sua empresa pode fazer, mas posts regulares, assinados por profissionais diferentes, põem a cara de sua equipe para o mundo, mostrando quem eles são realmente, o que e como fazem, seu nível de conhecimento etc. É a expertise e a imagem de sua empresa renovando a credibilidade corporativa a cada post. Você vai perder esta oportunidade que um blog pode oferecer?
  10. Networking é tudo: O resumo de tudo que está escrito acima converge na palavra mágica do mundo web 2.0 já em desuso e trocado para o mundo das #midiassociais = networking. Se seu conteúdo é relevante, naturalmente por assinatura (RSS),   reenvios (twitter, facebook, linked in e e-mails),  respaldos (o ato de curtir no facebook), entre outras ações de fluxos envolvendo ainda sites e versões móveis de mídias, imagine todas as possibilidades de leitura e uso de seu conteúdo e o quanto isso pode gerar de resultados para sua empresa?

Conclusão: não é obrigatório ter um blog. Sim, ele toma tempo e certo investimento. Mas, considerando todas as 10 observações acima expostas, se sua empresa pensar em divulgar 1 artigo por semana,  encarando sua elaboração como investimento para sua imagem e comunicação – não é lá exatamente nada “do outro mundo” para você dizer que “nossa empresa não está preparada para isso”… é? Pense melhor, porque seu concorrente, certamente está.

Compartilhar:
  • Print
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Add to favorites
  • email
  • Twitter


0 Comentários

Comments are closed.