… e ainda ajuda a você, sua marca ou empresa a criar relevância, conteúdo transversal e mais  e melhores seguidores.

A quantidade de material individualmente produzido desde o advento da web 2.0 cresce exponencialmente.  Mas, como os  institutos de pesquisa divulgam com frequência, também, em termos percentuais, o conteúdo realmente criativo desta produção oscila apenas entre 1% e 2%.

Como a roda, que abriu infinitas possibilidades ao longo dos tempos, sendo aperfeiçoada, melhorada, trabalhada, o conteúdo destes 1% a 2% de criadores efetivos também se metamorfoseia em traduções, análises, vídeos, infográficos etc..

Assim, fica fácil concluir sobre o significativo aumento da leitura nos últimos 20 anos, mesmo para quem não gosta de ler, além dos que querem absorver conhecimento.

A dica que a +Mosaico dá aos leitores e usuários da ferramenta, plataforma, rede social e mídia #twitter é de torná-la útil para filtrar a leitura diária (*) dos conteúdos anexos nos links dos seguidores e seguidos, aproveitando toda a tecnologia multimídia disponível, para criar seu próprio jornal – e oferecê-lo a estes leitores.

Por meio da  #TL (=timeline = número de pessoas que integram sua base de seguidores e seguidos), com a qual você ou sua empresa se relaciona, é possível montar um jornal inteiro com primeira página, seções, destaques, imagens etc.. Tudo isso de acordo com o conteúdo trocado e com a sua cara, a partir do que você realmente quer ler no ilimitado mundo das redes sociais, via #twitter.

Como? Usando o aplicativo gratuito paper.li.

  1. Baixe o programa e busque ler alguns exemplos – o software é gratuito, bem simples de mexer – em várias línguas – e é auto-explicativo.
  2. Classifique seguidos e seguidores - como o paper.li permite criar vários jornais, com diferentes nomes, antes de criá-lo(s), busque listar sua #TL. Ao interagir com grupos de interesses distintos, você vai se sentir um verdadeiro Rupert Murdoch ao criar um veículo de comunicação segmentado por mercado.
  3. Monitore sua #TL – esta tarefa, se feita antes ainda da criação do seu jornal, ajudará bastante no quesito Nome do Jornal e quanto ao interesse dos assinantes e relevância de seu #twitter. Ao monitorar o relacionamento com os twitteiros de cada área, você/sua empresa passam a ter a dimensão de quando eles estão online para acompanharem automaticamente o lançamento da nova edição e, com isso, prestigiarem sua leitura.
  4. Escolha o nome, o horário e lance seu jornal. O jornal se faz sozinho; a partir destes filtros, você passa a ser editor de um jornal totalmente grátis, sem custo de produção. Sem bruxaria, mas com pura tecnologia, o paper.li ajuda os twitteiros a criar o que chamamos de conteúdos transversais.
  5. Divulgar é preciso -  O jornal é lançado automaticamente, mas como tudo na vida, uma ajudazinha sempre é bem-vinda. Que tal prestigiar alguns colaboradores? Seja em tweets planejados antecipadamente ou no momento em que você estiver interagindo pessoalmente com a #TL, é sempre simpático ou enchanting (=encantador), termo da vez.  O que a divulgação também faz é chamar novos leitores e, consequentemente, seguidores.  Se você os segue, estes também podem integrar uma edição. É mais uma forma de aumentar relevância, conteúdo, quantidade, mas, sobretudo, qualidade de seguidores.

O nosso, está aqui e costuma sair pela manhã. E o seu, quando será lançado…

The *+Mosaico * Daily

(*) Nota da editora: a razão do grifo é por haver outras ferramentas, algumas também gratuitas, que permitem gravar tweets (favoritos ou outros) em livros na forma PDF, possíveis de download.

Compartilhar:
  • Print
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Add to favorites
  • email
  • Twitter


0 Comentários

Comments are closed.